Sobre Bodi

Me chamo Líniker Richard de Oliveira Eu escrevo umas coisas na Inter webs. Formado em direito e advogado em construção.

Adeus Geek do Direito, olá Bodingrado

Bom pessoal, depois de muito pensar sobre os rumos que o blog iria seguir, desta forma decidi: Criei um novo blog.

Optei por está escolha, pois para se mudar o endereço do blog eu teria que pagar um domínio do WordPress ou de outra empresa. E como isso custa e a grana anda meio curta, achei mais fácil criar um outro domínio, e no futuro, talvez eu compre um domínio para o site.

Eu já havia antecipado a uns posts atrás, mas caso não tenha visto, irei explicar novamente.

O Direito, no nome Geek do Direito não estava fazendo mais sentido.

Eu criei este blog por vários motivos, mas dois foram os principais, que eram: falar sobre o direito de forma simples e descomplicada para quem aqui passasse; e ser um incentivo para que eu estudasse mais sobre o direito.

Como pretendo seguir no ramo da advocacia, estou condenado fadado a estudar o direito a vida toda.

E sobre ensinar, explicar o direito, existem vários canais no Youtube e na podosfera que falam com mais propriedade e didática do que eu. Aqui cito um exemplo, que é o quadro Aparte no Viracasacas Podcast, estrelado pelo Gabriel Divan que fala muito sobre direito penal e afins, pois tem vasta experiência e formação na área.

Somado a ele, existe vários outros por aí. Então não faria sentido eu ter um blog para falar sobre direito.

No novo blog é lógico que darei alguns pitacos sobre o tema, mas não será o principal deles.

Falarei mais sobre o meu mundo onde o direito será apenas um detalhe.

E outra, falar sobre direito, requer falar sobre política, onde este ocupa um espaço que deveria ser daquele.

E eu não gosto muito de falar sobre política, pois é um assunto difícil, pesado, onde muitos falam com a emoção do que a razão, e eu sou do tipo que leva pedradas de ambos os lados caso eu desse os meus pitacos, então prefiro me manter neutro sobre este tema.

Então, encerrarei o blog, mas o não deletarei, onde ficara como uma espécie de arquivo do novo blog.

Já as redes sociais, o canal no Youtube, da Anchor e etc, se for possível irei mudar o nome deles para o novo projeto, sem alterar o que já foi criado dentro do projeto Geek do Direito.

Adeus Geek do Direito

.

.

.

.

Olá Bodingrado

https://bodingrado.wordpress.com/

No link acima, será onde darei continuidade no meu projeto de ter um espaço nas interwebs.

Lá postarei, mas sem essa frescura de ficar criando uma rotina, ou dividir por categorias ou coisa do tipo.

Irei postar do jeito que der e pronto.

Lá terá um post de boas vindas onde explico algumas coisas, e a partir de então, seguiremos todos lá (meus 3 inscritos assíduos).

Creio que fazer uma mudança agora no percurso das coisas seja o ideal.

Espero todos vocês lá.

Dando continuidade… e pensando em mudanças

Faz um tempo em que não venho publicando no blog, tão pouco lendo as postagens dos amigos aqui no WordPress.

É que eu não esperava que o trabalho, mesmo sendo o que gosto de fazer, me desgastasse tanto.

Tenho ido dormir cedo, e por vezes, me acordo com o próprio ronco no meio da madrugada.

Então uma vez mais o blog ficou às traças.

Um pouco também é por preguiça, mas o que tomava muito o meu pensamento era a bendita prova da OAB que ocorreu no dia 24 do mês que passou.

Eu não sei se passei, mas estou com o sentimento de dever cumprindo, pois desta vez respondi toda a prova, fiz o que pude. Se passei ou não é outros quinhentos, que só saberei de fato lá pela metade do mês.

Então a minha mente está mais tranquila e pouco pesada.

Até os meus rins pararam um pouco de incomodar, pois quando fico em momentos como o da prova ele começa com as dores.

Com a mente mais tranquila, acredito que voltarei a escrever no blog, mas a partir de agora, não seguirei a risca a agenda do blog, pois criei esse itinerário semanal do blog quando não tinha trabalho nenhum.

E também, porque é difícil criar conteúdo mesmo quando se tem tempo, agora com o tempo reduzido, fica um pouco difícil.

Então irei criar conteúdo aqui no blog na medida que for possível, sem uma ordem pré estabelecida.

Ventilei a ideia de criar um outro blog, explico:

Eu criei esse blog por três motivos: para estudar mais sobre o direito; falar sobre o direito de forma simples para quem aqui passasse, e como é a ida no direito; e falar de outros assuntos, inclusive o mundo nerd e geek que eu mais gosto;

Mas, tenho falado de muitas coisas, mas bem pouco sobre o direito, até porque existem vários canais e sites por ai que falam sobre o direito com muita maestria e autoridade.

Então, creio que o ideal seja eu me afastar sobre esse tema, e focar em algo mais voltado para o mundo nerd e geek e algumas outras aleatoriedades.

O Direito no Geek do Direito não faz muito sentido. Por isso pretendo mudar a direção do blog.

Claro, posso vir a falar sobre o direito em alguns momentos para dar lá uns pitacos no que vem acontecendo. Mas não será o foco.

Pretendo fazer alguns vlogs também para movimentar melhor o blog e o canal.

O Canal da podosfera, o meu podcast virou um programa só para falar de Grêmio, e já faz algumas semanas que falo de Grêmio.

Por isso pretendo transformar em algo mais pessoal, me afastado do direito o qual desejo manter relações na vida profissional e acadêmica.

Então, estou pensando se mudo a direção desse blog, ou crio um novo.

Já tenho tudo no papel, resta saber se colocarei em prática.

Em condições, o homem guarda| Grêmio 3 X 1 Guarani BR 2022-B

Após um tempo sem entrar em campo, Diego Tank Showza volta e marca 3 gols pelo Grêmio na vitória contra a equipe do Guarani. O jogo serviu para confirmar algumas coisas, tais como que quando Ferreira está em campo, o Grêmio não marca, e muitas outras.

Acesse o blog: https://geekdireito.wordpress.com

Blog

Facebook

Anchor

Resenhando: The Batman

Sim meus caros, pude assistir o novo filme do detetive mais bolado das galáxias, graças aos meios alternativos de acesso a cultura e conhecimento.

Para mim, o melhor filme do Batman até o momento, onde se explorou a parte detetive do morcego, mas também o seu preparo em lutas e para sair de situações bem complicadas.

Até então, tinha como melhor Batman o do Ben Affleck devido as lutas de Batman VS Superman do qual eu mais adoro (e sim eu gosto da trilogia do Nolan também, mas por outros motivos).

Aqui, apesar de termos cenas de luta bem interessantes, o lado detetive do filme chama muito a atenção, o que me deixa de coração dividido.

E nada melhor para explorar o lado detetive se não com um de seus maiores vilões, o Charada. Paul Dano foi muito bem como o Charada, e entregou uma atuação maravilhosa.

Robert Pattinson foi um excelente Batman, pois acredito eu que serviu muito bem para interpretar o bilionário Bruce Wayne, pois tem cara de playboy, e ninguém imagina que ele possa ser o Batman.

E o Colin Farrel como Pinguim? Cara como ele ficou bem diferente em sua aparência para interpretar o vilão manco.

O filme é cheio de gratas surpresas e te prende até o final com reviravoltas na história, além de focar no passado da família Wayne, mas de uma forma diferente da habitual, e que acaba tendo uma ligação com a trama.

Eu não sou de dar nota para filmes, mas recomendo e muito que vocês assistam, caso ainda não tenham assistido, pois irá sair no HBO Max.

Não irei falar muito sobre o filme, uma para não dar spoiler, e outra que esse post não é tão contemporâneo quando o filme, então acredito que muitos já devem ter ouvido falar muito sobre o filme.

Por hoje é isso, e que a força do preparo esteja com todos vocês.

Nós nos importamos com onde o sapato do outro aperta?

Esse texto poderia fazer parte da categoria diário de um sobrevivente, mas para não deixar a ideia escapar, decidi ligar o computador e escrever a respeito.

Todos sabem, ao menos quem acompanha o blog o quanto reclamei da vida pelo fato de não ter um emprego, de ainda não ter passado na prova da OAB.

Todos sabem como estou insatisfeito com minha vida em alguns aspectos.

E quando não estamos felizes, satisfeitos com algo acabamos nos frustrando, nos irritando e ficando com raiva das coisas.

Sem falar na ansiedade que se cria pelas coisas que estão por vir, que não se resolvem.

E muitas das vezes, não conseguimos o apoio que precisamos, a atenção que queríamos para suportar certas coisas.

As vezes estamos sozinhos e não tem como resolver certas lutas se não sozinhos.

As vezes o nosso “inimigo” está em nossa cabeça. Somos nós mesmos, e aí mais do que nunca precisamos de força de onde não sabemos de onde tirar.

Porém, de certa forma, quando isso ocorre, paramos de ver o lado bom das coisas, da vida como um todo e agradecer pelas coisas boas que nos ocorrem.

Inclusive, acabamos não pedindo ajuda em muitos casos por orgulho, por vergonha, por medo de pensar como os outros vão reagir a isso.

E da mesma forma, não paramos um pouco para pensar em onde o sapato do outro aperta.

Eu tenho um caso em meu trabalho onde a secretária em determinados momentos estava bem rançosa, e agia de certa forma apenas comigo.

Aquilo começou de certa forma a me incomodar, inclusive o tratamento que me prestava em algumas coisas.

Como por exemplo, a limpar a cuia de chimarrão do meu chefe e dos meus outros dois colegas de trabalho, mas não limpar a xícara que eu tomava café, e inclusive me fez limpar a própria xícara (algo que faço até agora).

Me perguntava o porque daquilo.

Se fosse alguma outra pessoa já teria chutado o pau da barraca e feito um reboliço por conta daquele tipo de atitude.

Então comecei a observar e logo descobri o porque. Posso estar certo ou errado, mas essa foi a conclusão a qual cheguei.

A secretária vive com a própria mãe que possui alguns problemas de saúde, e com o tio que trabalha fora de casa. Ela também possui alguns problemas que são de origem genética que sua mãe e tias tiveram.

A casa em que vivem é uma casa deixada de herança, onde o tio não comprou a parte da mãe da secretária e de alguns outros irmãos, fazendo com que tenha que dividir aquela casa.

Parece que o tio tem uma porcentagem maior da casa, e acredito que por ser homem, se acha no direito de dizer como as coisas devem ser ou não, tentando de certa forma ter o controle das coisas.

E por conta disso, a secretária que algumas vezes junto com sua mãe vive em pé de guerra com o tio, onde em muitas das vezes não acaba tendo a razão das coisas.

Então, ela tenta descontar isso de alguma forma, e eu aqui acabo fazendo parte disso.

Relações de família são uma coisa complicada. Não se sabe ao certo o porque tantos problemas acontecem.

Eu não vou especular o porque disso acontece, até porque a parte que me interessa já está aqui nesse texto.

Para evitar o ranço e deixar de ter que ouvir os sermões dela, sermões que ela não consegue aplicar em seu tio “folgado e dominador”, comecei a chegar uns minutos atrasado ( já que em tese o negócio é meu, posso chegar a hora que quiser) e parei de depender dela para muitas coisas.

O horário de manhã é a hora que ela faz a limpeza, e acredito que seu tio em casa não deva ajudar muito.

Limpo minha própria mesa, pego meus papéis na impressora, e faço o meu café e lava os apetrechos utilizados.

Eu poderia ter chutado o pau da barraca, e colocado as coisas em seu devido lugar, mas aí, iria criar um ambiente turbulento e ruim inclusive para mim.

E depois, apesar dos problemas que eu tenho, nem se compara aos dela e o inferno que ela deve passar.

Eu não sei aonde o sapato dela aperta para pisar nos calos dela. Ela tem os motivos dela de ser assim, e para mim, bom praticante da força, me cabe compreender e não piorar a situação.

Todo mundo tem problemas, e o mínimo que podemos fazer em consideração ao próximo é tentar ameniza-los.

Se eu não passar nessa prova, tudo bem, o mundo não vai acabar por isso, e eu poderei tentar novamente em outra oportunidade, pois fora isso e o Gremião, eu estou muito bem, e as vezes tenho que parar um pouco e reconhecer as coisas boas que me circulam.

O gatilho para escrever este texto veio hoje pela tarde, onde eu estava assistindo o filme novo do Batman junto com o meu pai, e minha mãe estava fazendo a sua faxina na cozinha.

De repente, minha vó pediu para meu pai a levar na igreja. O mesmo fez isso, e enquanto ele não voltava para terminar o filme, uma notificação do Youtube de um dos canais que mais gosto e acompanho a um bom tempo:

Fui procurar ver o que era. Vocês podem ver no vídeo abaixo enquanto ele não seja excluído:

Pois isso me fez perceber mais ainda que não sabemos o que acontece com as pessoas. O quanto elas sofrem.

Para mim a Moni sempre foi uma pessoa maravilhosa com o astral lá em cima. Mas todos nós somos seres humanos, e sofremos.

Que está do lado de lá (ou de cá) da tela, nem sempre sabe o que a pessoa que cria conteúdo sofre.

Fico chateado com essa situação dela, e o quanto ela tem suportado e trabalhado para manter o canal dela de pé, que acredito eu, seja um válvula de escape, um hobby para fugir um pouco dos problemas.

E o pior de tudo, ela está sendo cobrada por algo que deveria ser fonte de prazer. Ficar sabendo que pessoas estão cobrando ela, e dizendo que “ela não está cumprindo com suas obrigações” é para acabar com a energia de qualquer um.

Ela vem diminuindo os vídeos no canal e as lives que são fonte de sua renda, e uma parte do pessoal não se importou em saber se ela estava bem ou não.

Eu já me senti como ela, perdido, arrasado, sem saber para onde ir, com a pressão alheia lhes cobrando resultados sem se importar como estamos nos sentido.

Será que o pessoal que a cobra sabe aonde o sapato dela aperta?

Será que as pessoas que nos cobram sabem aonde nos doí?

Será que as pessoas sabem dos demônios que nos assombram?

Acho que um pouco mais de empatia pelo próximo sempre ajuda. Mostra que essas pessoas não estão sozinhas e que ao menos em pensamento estamos juntos para superar as fases ruins.

Digo que tudo isso é passageiro, e que a força está conosco!

As vezes palavras não vão resolver o problema, mas uma palavra amiga pode amenizar a situação.

Que a força esteja conosco para enfrentar os problemas.

Que a força esteja com a Monique para superar essa fase difícil de sua vida.

Que haja mais empatia nesse mundo.

Até a próxima minha gente!

Diário de um sobrevivente #03

E mais uma semana decisiva em minha vida se aproxima.

Mais uma vez, irei fazer a tal prova da OAB. É a segunda vez que irei fazer a segunda fase desta prova.

Esse tem sido um dos vários demônios que busco exorcizar em minha vida.

Estou muito perto de sair deste inferno que vem me atormentando a algum tempo.

Desde a última vez, não consigo aceitar que reprovei por bobeira, literalmente.

Mas a vida tem dessas coisas. Acredito que estou vacinado quanto a isso.

O emprego e a formação eu já tenho, só me falta a bendita carteira.

Não sei se minha vida será tranquila após isso, mas acredito que as coisas fiquem mais simples.

O bom é que a prática que o escritório em que trabalho vem me dando me ajudou e muito em meus estudos.

Foram 22 ações trabalhistas que desenvolvi nesse meio tempo, e algumas outras que pude trabalhar de outras formas.

Sim, irei fazer a segunda fase em direito do trabalho, a área que eu gostaria de atuar e me especializar, mas que devido as reformas trabalhistas, o número de ações tem diminuído muito.

Tanto que a vara do trabalho aqui em minha cidade vai fechar devido a falta de demanda. Pelo que tudo indica, voltará a ter um posto da justiça do trabalho.

A pandemia prejudicou e muito o trabalho da Justiça do Trabalho e o acesso da população.

Mas, a ideia é fechar de vez mesmo.

Me resta mudar de área. Estou começando a estudar direito previdenciário e estou meio que de arrasto fazendo um curso.

Terei de terminar semana que vem, pois nesta tenho que dar atenção para a prova onde concorro comigo mesmo.

Eu lembro de ter dito no post passado que momentos de calmaria antecedem momentos de tormenta.

Talvez a tormenta seja essa bendita prova, que pode durar por poucos dias ou se alongar por um tempo ainda maior. Na torcida e na fé que seja apenas por está semana.

Tenho muito a realizar, mas antes gostaria de terminar essa empreitada.

Não gosto de deixar as coisas pela metade e começar coisas novas. Ao menos na maioria das vezes.

Por isso preciso encerrar esta jornada para iniciar uma nova. Passar desse desafio seria como uma carta de euforia.

Já falei para todos a minha volta evitarem tocar nesse assunto, pois tudo vira pressão, inclusive de pessoas das quais você nem mesmo espera.

Sobrevier requer que você passe na bendita prova da OAB.

Que a força esteja comigo e com todos aqueles que irão fazer esse bendita prova.

Até a próxima gente!

Nem em feriado santo, o Gremião me dá paz/Grêmio 0 X 1 Chapecoense BR 2022-B

E o Grêmio estreou em casa pela série B do brasileiro em frente a sua torcida, mas não foi capaz de vencer a equipe da Chape que a alguns jogos não vencia. Grêmio mostrando os mesmos problemas de anos anteriores com um futebol pífio do meio para frente. Em dois jogos, Grêmio só somou apenas 1 ponto.

Colecionismo: Funko Pop! Movies Mortal Kombat SUB-ZERO #1057

Mais um para a conta, mais um personagem que eu amo. Hoje falarei um pouco sobre essa figura da Funko da linha Pop! Movies Do Sub-Zero.

Bem desenhada e pintada, e que chama a atenção pelos detalhes.

Segue o padrão das figuras da Funko, e tem 10 cm de altura. Possui a versão Glow In the Dark (Brilha no escuro).

Em um vídeo vi que a espada dele supostamente brilha no escuro. Mas acredito que dá versão regular, aquela seja a única que brilhe, pois a minha não brilha no escuro.

Muito diferente da versão GITD onde tanto a espada quantos os olhos vêm com um azul mais escuro e brilham.

A figura no Brasil custa em média R$ 150,00. No PPG está em torno de US$ 13,00.

Acho que quando puder, vou catar essa versão GITD, pois ela é muito legal.